Hospital Regional do Marajó promove curso sobre Plano Terapêutico
5 de Abril de 2018
INDSH participa de Congresso de Secretários Municipais de Saúde em SP
13 de Abril de 2018

Comunicado sobre o Hospital Municipal de Araucária (PR)

(12/4/2018) – O INDSH publicou nesta quinta-feira, dia 12, um importante Esclarecimento Público, no jornal o Popular, de Araucária (PR), sobre aspectos importantes da intervenção realizada pela prefeitura no Hospital Municipal de Araucária, administrado pelo INDSH desde 2014. Confira o teor completo do comunicado.

À População de Araucária

O Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, responsável pela gestão do Hospital Municipal de Araucária, vem a público para esclarecer que:

  • Em 2014, o INDSH e a Prefeitura de Araucária firmaram contrato para gestão do HMA, após o instituto vencer licitação pública.
  • Após isso, o INDSH nunca deixou de cumprir suas obrigações contratuais na gestão do HMA, sempre buscando um atendimento humano e de qualidade.
  • A partir de meados de 2016, constantes atrasos dos valores a serem repassados para custeio do HMA exigiram medidas drásticas por parte do INDSH a fim de evitar a interrupção de serviços, demissão de funcionários ou atrasos a fornecedores e de salários.
  • Com a nova gestão municipal, em janeiro de 2017, buscou-se uma solução, tendo sido assinado um acordo para regularização desses valores, sendo que valores destinados ao pagamento de futuras indenizações trabalhistas, que faziam parte do acordo, não foram cumpridos até hoje.
  • Como parte desse acordo, e demonstração de boa vontade por parte do instituto, foi então firmado um aditivo contratual que se encerra oficialmente no próximo dia 11 de maio.
  • Em 5 de janeiro de 2018, o INDSH foi surpreendido com o Decreto 31.847, que de forma inesperada determinou a intervenção injusta na gestão do HMA.
  • Em sua defesa, o INDSH protocolou, em 10 de março de 2018, informações solicitadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Araucária, sobre as supostas ‘irregularidades’ aludidas pela SMS.
  • Nesse documento, todos os questionamentos e dúvidas foram respondidos de forma clara e devidamente documentados, comprovando de forma cristalina não serem verdadeiras as alegações de ‘irregularidades’ por parte do INDSH.
  • O INDSH afirma à população que não houve qualquer irregularidade que justificasse a intervenção, que avaliamos como abrupta, intempestiva e contrária ao diálogo e bom relacionamento que o instituto sempre procurou manter com gestores públicos.
  • Ainda assim, a melhor resposta que se pode oferecer é a avaliação da própria população, que conferiram ao HMA índices superiores a 95% de satisfação nos serviços oferecidos.
  • Melhor que qualquer resposta, é a dedicação e a competência dos funcionários do HMA, que, isentamente e sem pressões, podem atestar a qualidade do modelo de gestão praticado pelo INDSH.
  • O INDSH sempre se pautou pela postura ética, não apenas neste momento de profunda mudanças pelas quais passa o Brasil, mas por acreditar que só dessa forma é possível perpetuar seus valores e oferecer soluções viáveis para a Saúde Pública do país.
  • Por isso, o INDSH prosseguirá nessa trajetória, sem transigir, sem radicalismo, sempre aberto ao diálogo e ao entendimento, recorrendo à Justiça se necessário, com a convicção que a verdade e as necessidades da maioria sempre prevalecerão sobre qualquer interesse pessoal ou momentâneo.

INDSH.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *